Arquivos
 10/08/2014 a 16/08/2014
 06/04/2014 a 12/04/2014
 27/10/2013 a 02/11/2013
 16/06/2013 a 22/06/2013
 29/07/2012 a 04/08/2012
 01/05/2011 a 07/05/2011
 12/12/2010 a 18/12/2010
 14/11/2010 a 20/11/2010
 10/10/2010 a 16/10/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 11/07/2010 a 17/07/2010
 04/07/2010 a 10/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 10/01/2010 a 16/01/2010
 27/12/2009 a 02/01/2010
 13/12/2009 a 19/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 22/11/2009 a 28/11/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 01/11/2009 a 07/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 09/08/2009 a 15/08/2009
 12/07/2009 a 18/07/2009
 21/06/2009 a 27/06/2009
 03/05/2009 a 09/05/2009
 22/03/2009 a 28/03/2009
 15/03/2009 a 21/03/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 11/01/2009 a 17/01/2009
 07/12/2008 a 13/12/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 29/07/2007 a 04/08/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007

Votação
 Dê uma nota para meu blog



Blog de montgomeryvasconcelos
 


manifesto monarquia

POEMA EM LINHA RETA

NUNCA CONHECI quem tivesse levado porrada.

Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.

E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,

Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,

Indesculpavelmente sujo,

Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho,

Eu, que tantas vezes tenho sido ridículo, absurdo,

Que tenho enrolado os pés publicamente nos tapetes das etiquetas,

Que tenho sido grotesco, mesquinho, submisso e arrogante,

Que tenho sofrido enxovalhos e calado,

Que quando não tenho calado, tenho sido mais ridículo ainda;

Eu, que tenho sido cômico às criadas de hotel,

Eu, que tenho sentido o piscar de olhos dos moços de fretes,

Eu, que tenho feito vergonhas financeiras, pedido emprestado sem pagar,

Eu, que, quando a hora do soco surgiu, me tenho agachado

Para fora da possibilidade do soco;

Eu, que tenho sofrido a angústia das pequenas coisas ridículas,

Eu verifico que não tenho par nisto tudo neste mundo.

Toda a gente que eu conheço e que fala comigo

Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,

Nunca foi senão príncipe - todos eles príncipes - na vida...

Quem me dera ouvir de alguém a voz humana

Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;

Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!

Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.

Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?

Ó príncipes, meus irmãos,

Arre, estou farto de semideus!

Onde é que há gente no mundo?

Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra?

Poderão as mulheres não os terem amado,

Podem ter sido traídos - mas ridículos nunca!

E eu, que tenho sido ridículo sem ter sido traído,

Como posso eu falar com os meus superiores sem titubear?

Eu, que tenho sido vil, literalmente vil,

Vil no sentido mesquinho e infame da vileza.

[Fernando Pessoa, 1888-1935]

1. Viva monarquia já pro Imperador do Brasil, o Rei Dom Luiz Inácio Lula da Silva! Viva a Rainha, sua esposa, Dona Marisa Letícia da Silva! Viva o príncipe, seu filho, Dom Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha! Mas Marcelo Tas pensando o quê agora? 15, 20, 30 mi, bi ou trilhões de reais da Telemar? Viva Primeira Ministra Dilma Rousseff pra monarquia assentada em bases sólidas na Dinastia dos Silva! Viva aprovação Lula no Ibope que lhe dá aceitação com mais de 84% dos 200 milhões de brasileiros! Caso ímpar nunca ocorrido nem nas dinastias portuguesas, tampouco no regime presidencial de seus antecessores, os presidentes republicanos do Brasil, posto que se trata dele ser mesmo o mito brasileiro sem orgulho mas humilde com virtude! Daí seu caráter inteiro jamais partido (PT = Perda Total) ou coisa lá que o valha!

2. Nenhuma sociedade vive sem mito tampouco a sociedade brasileira! Monarquia já pro Brasil e pro Continente Latino Americano ignorar de vez a Crise Global Econômica de Bush sim! Plebiscito já pra monarquia no Brasil e seu mito, o Imperador Dom Luiz Inácio Lula da Silva, o salvador da Pátria e do Continente Latino Americano, o único desígnio de Deus! Viva o mito triádico do Continente Latino Americano e vida longa pra eles: Lula + Chavez + Morales = LuChaMos!

3. Viva a liberdade de expressão como bem a defendeu até com sua própria vida certo escritor e poeta francês: "Discordo radicalmente de suas idéias, mas defenderei seu direito de expressá-las com a minha própria vida se for preciso!"

4. Viva o Tupi, o Guarani, o Xingu e a Nação Kamaiurá, os últimos heróis épicos brasileiros descendentes do mito Tupã, nativos donos legítimos da terra Brasil de fato, de direito e por vontade divina sim, desígnio de Deus!

5. Viva Zé Carneiro, o último sertanejo antimito Lampião, contudo também herói épico do Brasil em Boqueirão-PB, resistência à saudade de quem chora rindo e assim quebra paradigmas e paradoxos dum capitalismo desumano que lhe mata atirando a esmo sem lhe perguntar nem ler os seus direitos, mas é quem antes dele morre! "Também morre quem atira!"[Marcelo D2, Falcão et ali]

6. Viva comunicação da Record News Brasil 24 Horas de Plantão, que inicia 2009 assentada em bases sólidas do Jornalismo/Verdade. Haja vista ter por certo como dever sagrado prestar serviço comprometido com o discurso social à sociedade brasileira. Esse deve ser seu compromisso social único e exclusivo. Posto que a verdade tem de continuar como atribuição e virtude desde sua cena inaugural, na década de 1950, auferindo-lhe caráter pioneiro na audiência televisiva e midiática. Pioneirismo esse, inclusive, por meio de suas manifestações ideológicas assertivas nos discursos sociais patrióticos dos revolucionários "Festivais da Record". É. "Quem sabe faz a Hora não espera acontecer!" [Geraldo Vandré] Por que então resistem à monarquia, vocação do Brasil nascido sob tal manto e responsabilidade?

7. Viva tal responsabilidade cobrada pelos 200 milhões de telespectadores brasileiros, bem como tais sentimentos de nacionalidade e patriotismo dos festivais supracitados. Responsabilidades estas que pesam deveras sobre os ombros de todos e quaisquer profissionais seus: mil jornalistas em todo Brasil só pra Record News, tocando 200 pra Record/São Paulo, ainda poucos neste país com dimensões continentais.

8. Viva tal atribuição da Record que nem tampouco, nem nunca, nem jamais tamanhas responsabilidades podem ser transferidas a outros quaisquer veículos de comunicação ou coisa lá que o valha. Quem nunca teve, tem, nem terá ciência disso dentre esses mil jornalistas "pede pra sair!" porque o contrário é ser pernóstico, o que jamais se confunde com orgulho próprio, virtude só aceita em licença poética, a saber: "A maldade do mundo é muito grande!/Mas o meu orgulho inda é maior do que ela!" [Augusto dos Anjos, 1884-1914].

9. Os 200 milhões de telespectadores brasileiros pagam muitos impostos e os mais altos do mundo, logo também mais respeito com os seus direitos, que disso cuida a justiça e sabe-se lá como ela anda. Todavia: "As Leis são as rainhas de uma cidade que se não as cumpre entra em corrupção total!" [Aristóteles, séc. V a.C.]

10. Nesse diapasão, o "Jornalismo/Verdade" da Record News Brasil 24 Horas de Plantão instaura 2009 como a indústria sem chaminé da comunicação, que se inicia promissora em reportagens do "Fala Brasil", "Jornal Record", "Record Internacional" "Câmera Record News", "Arquivo Record", "Mundo Meio-Dia" e outros sob a tutela de jornalistas exemplares como Camila Busnello, Renata Alves, Eduardo Ribeiro, Celso Freitas, Janine Borba, Marcos Hummel, Paulo Amorim, Eliakim Araújo e demais. Profissionais estes atuando em linhas e perspectivas respeitosas aos 200 milhões de telespectadores brasileiros quando se lhes reportam o fato com imparcialidade por meio da verdade. Mas sem produzir tal fato em fogueira das vaidades do borogodó, do balacobaco, do telecoteco do ziriguidum no forrobodó, nem ser parcial, como por exemplo: explorar imagens não autorizadas de adultos e menores, mesmo em transgressões, porque isto fere frontal, mortal e imoral à Declaração Universal dos Direitos Humanos.

11. Não lhes bastassem haver pra tal a forma da lei: juizado de menores, vara criminal, civil, vara de família, tutelas policiais e demais pretorias jurídicas. Arre com tantos controles descontrolados e ineficazes, posto que são produtos da hipocrisia social e de seus erros assentados em bases imperdoáveis da ganância, que nem sequer poupa seus próprios filhos e crianças.

12. Viva o jornalismo de mil jornalistas que nem sequer cumprem além de seus deveres, prova de que é possível se reportar à "verdade" porque "A mentira tem perna curtas!" [Sócrates, séc. V a.C.]

13. Viva o jornalismo de mil jornalistas que só exploram 5% de sua percepção, imaginem se de repente ousam 10% aí a concorrência abre falência com a mentira explicando tudo por meio de absurdo porque "A verdade nasce entre os seres humanos!" [Sócrates, séc. V a.C.]

14. Por que é quase impossível 200 milhões de telespectadores brasileiros verem seus direitos garantidos completos e totalmente?

15. Com a morte do capitalismo chega às Nações a era das sapatadas, quem as ignora com imensos tetos de vidros que aguente as consequências, inclusive materiais, espirituais e psicológicas. Ou do contrário os respeite e os admita com humildade, a irmã da sabedoria! Então que se promova já em 2009 ao menos um meio termo, o que seria de bom tamanho como bem pontifica o filósofo grego: "A metade é um bom começo!" [Aristóteles, séc. V a.C.]

(Prof. Dr. Montgomery Vasconcelos/FUCIRLA/São Paulo-SP/Brasil)



Escrito por montgomeryvasconcelos@bol.com. às 05h42
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]