Arquivos
 10/08/2014 a 16/08/2014
 06/04/2014 a 12/04/2014
 27/10/2013 a 02/11/2013
 16/06/2013 a 22/06/2013
 29/07/2012 a 04/08/2012
 01/05/2011 a 07/05/2011
 12/12/2010 a 18/12/2010
 14/11/2010 a 20/11/2010
 10/10/2010 a 16/10/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 11/07/2010 a 17/07/2010
 04/07/2010 a 10/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 10/01/2010 a 16/01/2010
 27/12/2009 a 02/01/2010
 13/12/2009 a 19/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 22/11/2009 a 28/11/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 01/11/2009 a 07/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 09/08/2009 a 15/08/2009
 12/07/2009 a 18/07/2009
 21/06/2009 a 27/06/2009
 03/05/2009 a 09/05/2009
 22/03/2009 a 28/03/2009
 15/03/2009 a 21/03/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 11/01/2009 a 17/01/2009
 07/12/2008 a 13/12/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 29/07/2007 a 04/08/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007

Votação
 Dê uma nota para meu blog



Blog de montgomeryvasconcelos
 


Professor concursado em 1º lugar desde 1991 à UFMS, doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP, presidente da Fucirla-SP, propõe extinção do MEC e criação do Ministério da Alfabetização.

manifesto alfabetização

Caranguejo não é peixe,

Caranguejo peixe é,

Caranguejo só é peixe

Na vazante da maré!

Sugere Capistrano de Abreu[1853-1927] que A Constituição Brasileira deve ter só esses 2 artigos:

“Artigo 1º - De agora em diante todo brasileiro está obrigado a ter o dever de ter vergonha na cara.

Parágrafo 1º e único – Revogam-se as disposições em contrário.”[Sic]

1. Viva criação do Ministério da Alfabetização contra corrupção do Ministério da Educação a ser extinto pelos fracassos na Alfabetização e no ENEM! Viva extinção do MEC por causa de sua Omissão na Intervenção do Supremo Tribunal Federal que anula Diploma de Jornalismo nos Cursos de Comunicação Social! Viva extinção do MEC pela sua vergonhosa classificação em 53º no Programa Internacional de Avaliação de Alunos-PISA, crimes inimputáveis ao Art. 214 da Constituição Brasileira, erradicação do analfabetismo. Contudo, o que se vê de Norte ao Sul do País são brasileiros analfabetos em pleno 3º milênio, como se não lhes bastasse 3ª Guerra Mundial disfarçada de Crise Econômica Global dos EUA e da Europa estróinas!

2. Viva criação do Ministério da Alfabetização que tem de substituir o MEC em caráter irrevogável nesta 3ª Guerra Mundial, a Crise Econômica Global dos EUA e Europa estróinas!

3. Viva debate nacional sobre Ministério da Alfabetização e extinção do MEC na 3ª Guerra Mundial, crise econômica global dos EUA e Europa estróina, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso contra Brasil e 20 países da América Latina!

4. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção, indústria sem chaminé do MEC, por meio da segurança pública e privada, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

5. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio das polícias, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

6. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio da política nacional, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

7. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio da saúde pública e privada, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

8. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio da educação pública e privada, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

9. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio da cultura pública e privada, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

10. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio da comunicação pública e privada na mídia escrita, televisiva e digital, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

11. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio do saneamento básico público e privado, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

12. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio da merenda escolar de crianças do ensino público e privado, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

13. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio do transporte público e privado, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

14. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio da moradia pública e privada, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

15. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio das Centrais públicas e privadas do trabalho, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

16. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio do funcionalismo público e privado, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

17. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio do nepotismo no funcionalismo público e privado, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

18. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio do clientelismo no funcionalismo público e privado, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União!

19. Viva Ministério da Alfabetização contra corrupção na indústria sem chaminé do MEC, por meio do fisiologismo no funcionalismo público e privado com seu corporativismo perverso e criminoso no congresso nacional estróina, no senado estróina e na União!

(Prof. Dr. Montgomery Vasconcelos é concursado em 1º lugar desde 1991 à carreira do magistério superior na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/UFMS, Doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP e presidente da Fundação Científica Reis de Leão e das Astúrias/FUCIRLA-SP)



Escrito por montgomeryvasconcelos@bol.com. às 15h11
[] [envie esta mensagem
]





Professor concursado em 1º lugar desde 1991 à UFMS, doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP, presidente da Fucirla-SP, propõe extinção do MEC e criação do Ministério da Alfabetização. Continuação...

Contudo, diante de todo esse fato irrefutável da crise e corrupção do MEC, que fracassa na alfabetização nacional, no alarmismo internacional perverso e criminoso dessa 3ª Guerra Mundial, disfarçada de crise econômica global dos Estados Unidos da América do Norte/EUA e da Europa estróina de moeda Euro, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso contra Brasil e 20 países da América Latina, contaminada até com o vírus H1N1 de gripe suína, o Presidente Lula tem razão: “A crise é uma marolinha!” sim senhor, e das mais safadas dos Estados Unidos da América do Norte/EUA e da Europa estróina de moeda Euro, por quê? Porque há solução pra crise e corrupção do MEC, dos EUA/Europa, no povo brasileiro, único a praticar impeachment quando necessário na conjuntura nacional interna, que dirá nessas feras e quimeras estrangeiras: “Fera em País alheio é Bela!”

Ressalte-se As Scismas do Destino, poema que decifra crise de alfabetização do Ministério da Educação/MEC e 3ª Guerra Mundial pusilânime, disfarçada de crise econômica global dos Estados Unidos da América do Norte/EUA e da Europa estróina de moeda Euro, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso contra Brasil e 20 países da América Latina, a saber: “Porque ha de haver aqui tantos enterros?!(...) Ha o malvado carbúnculo que mata(...) Os pòrcos espojando-se nas poças(...) Fórma diffusa da matéria imbelle,/Minha philosophia te repelle,/Meu raciocinio enorme te condemna!”[Augusto dos Anjos, 1912: 30 in EU]

Afinal de contas, quando foi que o povo brasileiro viveu sem crise e sem corrupção? Lembram-se do Brasil antes, durante e depois de JK, do Brasil nas ditaduras Vargas, militar? Enfim, lembram do Brasil/República, e até do Brasil/1500 em sua cena inaugural no Descobrimento de Pedro Álvares Cabral[c.1467-1520]?

Ainda mais se o povo que confere ao Presidente Lula 85% de aceitação no Ibope, o político mais popular da Terra, segundo Obama, sinal de Deus contente com a Nação Brasil, estiver disposto ao debate sobre crise e corrupção do Ministério da Educação/MEC e demais guerras. Crises e guerras estas, ressalte-se, dos Estados Unidos da América do Norte/EUA e da Europa estróina de moeda Euro. Ora gente, nem marolinha haverá, pois o Brasil está entre os dez maiores países da Terra em todas áreas, é o 8º na economia mundial, tem reserva de 230 bilhões de dólares, é o 3º Credor dos Estados Unidos da América do Norte/EUA, com 133 bilhões de dólares e 11 milhões de empregos no governo Lula. Vambora gente! Cadê a auto-estima e a soberania nacional? É só extinguir o Ministério da Educação/MEC e criar o Ministério da Alfabetização pra substituí-lo e salvar o Brasil de vez!

Arre com tanto pessimismo de eternos perdedores chorando de barriga cheia. Que blasfêmia! Depois não chorem o leite derramado de castigados inocentes úteis e colonizados felizes, com vocação pra escravos eternos! Eis a hora da libertação do Brasil, é presente de Deus, após 509 anos de sua cena inaugural, provando uma vez mais ser brasileiro! Esse debate como discussão nacional inadiável será pro povo brasileiro a sua maior redenção. Redenção esta que vem como prova de sua responsabilidade intransferível, de obrigação social e dever cívico moral. Principalmente no seu legítimo estado democrático de direito, graças às lutas conquistadas, com muitas derrotas e poucas mas significativas vitórias de outrora. Seguem-se 4 sugestões, a saber:

1ª Sugestão pra debate nacional sobre corrupção do Ministério da Educação/MEC, sua extinção, criação do Ministério da Alfabetização que tem de substituir o MEC, bem como corrupção das polícias; proposta pra criação duma Centúria Oficial Central de Alfabetização/COC e extinção das polícias corruptas na União, com a participação de autoridades políticas, civis, militares, religiosas,  filantrópicas e o fofoqueiro oficial. Ressalte-se que este fofoqueiro oficial foi estratégia imprescindível à luta contra corrupção, minada de vez por ele na era medieval e renascentista, segundo o filólogo russo Mikhail Bakhtin[1895-1975] em sua tese A cultura popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais[Bakhtin, 1965: 1-419]

Urge debate sobre extinção do Ministério da Educação/MEC e das polícias corruptas, indústria sem chaminé da segurança pública e privada, do ensino público e privado, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso na União. Propõe-se medidas imediatas pra essas polícias corruptas, que devem ser substituídas pela criação duma Centúria Oficial Central de Alfabetização/COC (COC’s - Companhias de cem soldados, pra cada Centúria, subordinados aos Centuriões, por sua vez comandados pelo Centurião Oficial Central e sua Guarda Pretoriana) junto ao Ministério da Alfabetização, Ministério de Assuntos Estratégicos do Brasil, Ministério da Defesa, Ministério da Justiça, Forças Armadas e Presidência da República.

A Centúria Oficial Central de Alfabetização/COC objetiva combate radical à corrupção do Ministério da Educação/MEC no ensino público e privado, à mentira, à desmoralização da segurança pública e privada, à desordem, à desonra, à indignidade, à indecência, à imoralidade, ao descontrole militar e civil, como também ao desserviço do dever cívico.

(Prof. Dr. Montgomery Vasconcelos é concursado em 1º lugar desde 1991 à carreira do magistério superior na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/UFMS, Doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP e presidente da Fundação Científica Reis de Leão e das Astúrias/FUCIRLA-SP)



Escrito por montgomeryvasconcelos@bol.com. às 15h08
[] [envie esta mensagem
]





Professor concursado em 1º lugar desde 1991 à UFMS, doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP, presidente da Fucirla-SP, propõe extinção do MEC e criação do Ministério da Alfabetização. Continuação...

2ª Sugestão pra debate nacional sobre a corrupção do Ministério da Educação/MEC no ensino público e privado, nos meios de comunicação e proposta pra criação duma Central Oficial de Comunicação e Alfabetização/COC na União, com participação de autoridades políticas, civis, militares, religiosas, filantrópicas e o fofoqueiro oficial.

Urge debate sobre extinção do Ministério da Educação/MEC, ensino público e privado, mídia e veículos de comunicação corruptos, indústria sem chaminé da informação pública e privada, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso. Propõe-se medidas imediatas por meio de criação duma Central Oficial de Comunicação e Alfabetização/COC na União, subordinada à Anatel/Agência Nacional de Telecomunicações, Ministério das Comunicações, Ministério de Assuntos Estratégicos do Brasil, Ministério da Defesa, Ministério da Justiça, Forças Armadas e Presidência da República.

A Central Oficial de Comunicação e Alfabetização/COC objetiva a imparcialidade na busca da verdade como a arma mais eficaz no combate radical à corrupção no Ministério da Educação/MEC, no ensino público e privado, à mentira, à desmoralização da segurança pública e privada, à desordem, à desonra, à indignidade, à indecência, à imoralidade, ao descontrole social, à incivilidade e ao desserviço do dever cívico.

3ª Sugestão pra debate nacional sobre corrupção no Ministério da Educação/MEC, no ensino público e privado, nas enchentes e proposta pra criação duma Central Oficial Corretiva de Saneamento Básico, Comunicação e Alfabetização/COC na União, com participação de autoridades políticas, civis, militares, religiosas, filantrópicas e o fofoqueiro oficial.

Urge debate sobre corrupção no Ministério da Educação, no ensino público e privado, enchentes e saneamento na União. Enchentes essas que atuam como indústrias sem chaminé de cheias transformadas em enriquecimentos ilícitos, explorando flagelados e afogados, frutos da irresponsabilidade pública e privada com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso. Propõe-se pra tal a criação duma Central Oficial Corretiva de Saneamento Básico, Comunicação e Alfabetização/COC, subordinada à Ana/Agência Nacional das Águas, à Anatel/Agência Nacional de Telecomunicações, Ministério das Comunicações, Ministério da Alfabetização, Ministério das Cidades, Ministério de Assuntos Estratégicos do Brasil, Ministério da Defesa, Ministério da Justiça, Forças Armadas e Presidência da República.

A Central Oficial Corretiva de Saneamento Básico, Comunicação e Alfabetização/COC objetiva a imparcialidade na busca da verdade como a arma mais eficaz no combate radical à corrupção no Ministério da Educação/MEC, no ensino público e privado, à mentira, à desmoralização da segurança pública e privada, à desordem, à desonra, à indignidade, à indecência, à imoralidade, ao descontrole social, à incivilidade e ao desserviço do dever cívico.

4ª Sugestão pra debate nacional sobre corrupção no Ministério da Educação/MEC, no ensino público e privado, no Senado estróina e Congresso Nacional estróina. Propõe-se como medida imediata a criação duma Central Oficial Científica de Política, Comunicação e Alfabetização/COC, com participação de autoridades políticas, civis, militares, religiosas, filantrópicas e o fofoqueiro oficial.

Urge debate nacional sobre corrupção no Ministério da Educação/MEC, no ensino público e privado, no Senado e Congresso Nacional estróinas e corruptos, com seu corporativismo perverso e protecionismo criminoso. Práticas corruptas de há muito surradas grassando administração estróina, estrutura organizacional, econômica, política, social e antropológica. Que esse debate nacional ocorra sob o olhar e o controle transparente da mídia e seus veículos de comunicação. Propõe-se como medida imediata que se dê tal debate por meio de criação duma Central Oficial Científica de Política, Comunicação e Alfabetização/COC da União. Muito mais ainda, que esta Central seja subordinada à Presidência da República, Ministério da Alfabetização, à Anatel/Agência Nacional de Telecomunicações, Ministério das Comunicações, Ministério da Justiça, Ministério de Assuntos Estratégicos do Brasil, Ministério da Defesa e Forças Armadas.

A Central Oficial Científica de Política, Comunicação e Alfabetização/COC objetiva a imparcialidade na busca da verdade como a arma mais eficaz no combate radical à corrupção do Ministério da Educação/MEC no ensino público e privado, à mentira, à desmoralização da segurança pública e privada, à desordem, à desonra, à indignidade, à indecência, à imoralidade, ao descontrole social, à incivilidade e ao desserviço do dever cívico.

(Prof. Dr. Montgomery Vasconcelos é concursado em 1º lugar desde 1991 à carreira do magistério superior na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/UFMS, Doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP e presidente da Fundação Científica Reis de Leão e das Astúrias/FUCIRLA-SP)

 



Escrito por montgomeryvasconcelos@bol.com. às 15h04
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]