Arquivos
 10/08/2014 a 16/08/2014
 06/04/2014 a 12/04/2014
 27/10/2013 a 02/11/2013
 16/06/2013 a 22/06/2013
 29/07/2012 a 04/08/2012
 01/05/2011 a 07/05/2011
 12/12/2010 a 18/12/2010
 14/11/2010 a 20/11/2010
 10/10/2010 a 16/10/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 11/07/2010 a 17/07/2010
 04/07/2010 a 10/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 10/01/2010 a 16/01/2010
 27/12/2009 a 02/01/2010
 13/12/2009 a 19/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 22/11/2009 a 28/11/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 01/11/2009 a 07/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 09/08/2009 a 15/08/2009
 12/07/2009 a 18/07/2009
 21/06/2009 a 27/06/2009
 03/05/2009 a 09/05/2009
 22/03/2009 a 28/03/2009
 15/03/2009 a 21/03/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 11/01/2009 a 17/01/2009
 07/12/2008 a 13/12/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 29/07/2007 a 04/08/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007

Votação
 Dê uma nota para meu blog



Blog de montgomeryvasconcelos
 


Professor concursado em 1º lugar desde 1991 à carreira do magistério superior da UFMS, doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP, presidente da FUCIRLA-SP, propõe extinção da USP, MEC e criação do MA

manifesto antiusp

“QUE UNIVERSIDADE É ESSA?” escrito por Renato Janine Ribeiro, professor da Universidade de São Paulo-USP, na Folha de S. Paulo, “mais”, 21-6-2009, p. 7-9, com três pressupostos à USP comparada: “Cambridge”, por Maria Lucia Pallares-Burke; “Universidade de Paris 4”, por Katia Mattoso; “Universidade da Califórnia”, por Leopoldo Bernucci. Deslocado, em seu protecionismo criminoso, vem o reitor da Universidade Federal de São Paulo-Unifesp, Walter Manna Albertoni, com seu estandarte destronante das Instituições Federais de Ensino Superior-IFES, e assina condenação irreversível na matéria “A Unifesp e a autonomia universitária”, publicada também na Folha de S. Paulo, 12-7-2009, A-3.

Sugere Capistrano de Abreu[1853-1927] que A Constituição Brasileira deve ter só esses 2 artigos:

“Artigo 1º - De agora em diante todo brasileiro está obrigado a ter o dever de ter vergonha na cara.

Parágrafo 1º e único – Revogam-se as disposições em contrário.”[Sic]

Prof. Dr. Montgomery Vasconcelos é concursado em 1º lugar desde 1991 à carreira do magistério superior na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/UFMS, Doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP e presidente da Fundação Científica Reis de Leão e das Astúrias/FUCIRLA-SP)



Escrito por montgomeryvasconcelos@bol.com. às 16h01
[] [envie esta mensagem
]





Professor concursado em 1º lugar desde 1991 à carreira do magistério superior da UFMS, doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP, presidente da FUCIRLA-SP, propõe extinção da USP, MEC... CONTINUAÇÃO...

manifesto antiusp 

Esses autores vaidosos alimentam argumentos falsos em suas falsas expectativas de educadores colonizados felizes, pois a cena inaugural da universidade brasileira, mais preciso a USP, se instaura no molde francês, inglês e americano. Daí o resultado pífio duma crise assentada em sua própria corrupção. Corrupção esta que se acende no estopim de nepotismos crassos dentre quiproquós uspianos, ignorantes à etimologia de povo: “O conjunto das pessoas que constituem o corpo de uma nação, que se submetem às mesmas leis.” O que é bom pra essas universidades estrangeiras não é bom pra universidade brasileira. A realidade delas e de seus países é diferente da realidade das universidades brasileiras e do Brasil. Eis aí os erros da USP!

O que a USP fez, faz e continua a fazer é errar e permanecer no erro do mito grego sobre o “leito de Procusto”. Conta-se que o salteador Procusto aprisionava pessoas e lhes cortava os pés ou os estiravam pra caberem em seu leito de ferro. Isso a USP também faz, com cama-de-gato, explicando tudo por meio do absurdo ao erário, seu mantenedor: o povo. Povo este excluído pela própria USP, pois é consabido que ela é da classe dominante, da elite paulistana, quem ocupa seus bancos escolares com cadeira cativa e exclusiva! Por que o povo jamais conseguiu, nem consegue, tampouco conseguirá concorrer à disputa tão desleal, imoral, desigual e criminosa ao Art. 214 da Constituição Brasileira: erradicação do analfabetismo na USP-MEC?

É. Renato Janine Ribeiro questiona “QUE UNIVERSIDADE É ESSA?” Embora pareça problematização complexa, é o óbvio que lhe responde quem fez, faz ou fará parte dela. inclusive o erário público, seu mantenedor, o povo excluído pela USP, a saber:

a. É a Universidade de São Paulo-USP metida em corrupção porque vende diplomas por R$ 50 mil reais de graduação à livre docência, proposta indecente da corrupta Banca Examinadora do Concurso à Livre Docência-2005: JOÃO ROBERTO GOMES DE FARIA[DLCV-FFLCH-USP, Titular, Presidente] ANTONIO DIMAS DE MORAES[DLCV-FFLCH-USP, Livre-Docente] MARIA EUGÊNIA DA GAMA ALVES BOAVENTURA[UNICAMP, Titular] JOSÉ LUÍS JOBIM DE SALLES FONSECA[UERJ, Titular] PAULO ELIAS ALLANE FRANCHETTI[UNICAMP, Titular] Eis corruptos sobre quem pesam denúncias de corrupção, com processo nos órgãos públicos: Ministério da Educação, Ministério Público, Ministério da Justiça, Advogacia Geral da União e Congresso, que como a USP arquivam;

b. É a Universidade de São Paulo-USP que desvia o 80º lugar no vestibular em medicina de José Aristodemo Pinotti e cancela sua inscrição na Faculdade de Medicina/USP, só regularizados ao impetrar mandado de segurança que lhe garante à permanência, mesmo após cursar por seis meses;

c. É a Universidade de São Paulo-USP que pratica corrupção na Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Odontologia/FUNDECTO- USP, sito à Av. Prof. Lineu Prestes, 2227, Cidade Universitária, São Paulo-SP, 05508-900, telefones: 3819-6110/3819-6116/3819-6350, com acesso por meio de endereço eletrônico na internet: www.fundecto.com.br, ao cobrar somas vultosas das favelas ao redor, apesar de divulgar na mídia a gratuidade desses serviços. A FUNDECTO-USP, como se não bastasse, cobra taxas exorbitantes desses pacientes carentes pelo serviço de odontologia, após mais de um ano na lista de espera.

d. É a Universidade de São Paulo-USP da crise que se instaura antes da década de 1980. Eis o caso de 1988, por ocasião da realização de concursos públicos corruptos, forjados na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas-USP, nos quais o Prof. Alfredo Bosi, ao presidir Banca Examinadora de Literatura Brasileira à FFLCH-USP, aprova candidato ausente em 1º lugar. Candidato que sequer participou de quaisquer fases do concurso, segundo os concorrentes lesados e com denúncias arquivadas.

e. É a Universidade de São Paulo-USP que nesses concursos comete crime de lesa pátria ou, na menor hipótese, crime ao Art. 214 da Constituição Brasileira: erradicação do analfabetismo! Isto o povo que mantém a USP jamais soube, sabe, nem nunca saberá. Bosi é bom! Bosi é excelente! Bosi é imortal, pois é, mas veja aí povo excluído, que mantém a USP pra classe dominante e elite paulistana, o mal que os bons fazem: Até Bosi também é imoral!

Afinal, pra que o estado bancar uma USP corrupta que chegou à crise irreversível, vítima de práticas criminosas, nepotismo insaciável e inexistência à necessidade social. Posto que só presta um desserviço à sociedade, à população. Enfim,  desserviço ao povo que lhe mantém e em troca só recebe uma tapa de exclusão na cara. Daí excluído pela USP sua mantida, estando mais pra metida, precisando urgente ser demitida.

f. É a Universidade de São Paulo-USP que jamais foi do povo, mas sempre da elite, da classe dominante paulistana, embora à custa do erário público, seu mantenedor que a própria USP exclui.

g. É a Universidade de São Paulo-USP uma instituição de Ensino Superior-IES estróina, que nem as instituições Federais de Ensino Superior-IFES, a saber: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul-UFMS[desvio de U$35 bilhões de dólares da OEA à Base do Pantanal/1987-2009 pelos reitores GILBERTO LUIZ ALVES, MANOEL CATARINO PAES PERÓ, CELSO VITÓRIO PIEREZAN, JORGE JOÃO CHACHA, AMAURY DE SOUZA, GILBERTO ANTONIO TELLAROLI etc. com Governos do Mato Grosso do Sul e Rede Globo TV-MS/1987-2009] Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ[Desvio de R$1,1 milhão da pesquisa sobre Aids à OEA, Folha de S. Paulo, 6-7-2009, C1] Universidade Federal de São Paulo-Unifesp[desvio de R$3 milhões de reais em cartão corporativo/2005-2008] Universidade de Brasília-UnB[Escândalo no desvio de R$173 bilhões de reais/2005-2009] e demais IES privadas corruptas a serem extintas. Urge criar Central Oficial de Ciência da Alfabetização pra substituir todos.

h. É a Universidade de São Paulo-USP que pratica corrupção, tal como Ministério da Educação, a serem extintos por causarem: fracassos na Alfabetização e no ENEM; Omissão na Intervenção do Supremo Tribunal Federal que anula Diploma de Jornalismo nos Cursos de Comunicação Social; vergonhosa classificação em 53º no Programa Internacional de Avaliação de Alunos-PISA; crimes inimputáveis ao Art. 214 da Constituição Brasileira, erradicação do analfabetismo. Contudo, o que se vê de Norte a Sul, Leste a Oeste do País são brasileiros analfabetos em pleno 3º milênio, como se não lhes bastasse 3ª Guerra Mundial, a 3ª CEG,  disfarçada de Crise Econômica Global dos EUA e da Europa estróinas! Então, pra que autonomia universitária à IES e às IFES  tão estróinas e corruptas? Ô meu! Vai te catar! Fala sério mano!

i. É Sr. Renato Janine Ribeiro: “Há mais mistério entre o céu e a terra do que possa sonhar a nossa vã filosofia!” [Shakespeare, c. 1564-1616] Quanto à pretensa sabedoria sobre o que é povo e à pseudosofia da USP teimar em explicar tudo por meio do absurdo, convém antes aprender a lição de Zé Limeira, o poeta do absurdo, na literatura popular destes versos:

Você pensa que sabe tudo,

Mas vagalume sabe mais!

Vagalume acende a bunda,

Coisa que você não faz!

(Prof. Dr. Montgomery Vasconcelos é concursado em 1º lugar desde 1991 à carreira do magistério superior na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/UFMS, Doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP e presidente da Fundação Científica Reis de Leão e das Astúrias/FUCIRLA-SP)



Escrito por montgomeryvasconcelos@bol.com. às 15h58
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]