Arquivos
 10/08/2014 a 16/08/2014
 06/04/2014 a 12/04/2014
 27/10/2013 a 02/11/2013
 16/06/2013 a 22/06/2013
 29/07/2012 a 04/08/2012
 01/05/2011 a 07/05/2011
 12/12/2010 a 18/12/2010
 14/11/2010 a 20/11/2010
 10/10/2010 a 16/10/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 11/07/2010 a 17/07/2010
 04/07/2010 a 10/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 10/01/2010 a 16/01/2010
 27/12/2009 a 02/01/2010
 13/12/2009 a 19/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 22/11/2009 a 28/11/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 01/11/2009 a 07/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 09/08/2009 a 15/08/2009
 12/07/2009 a 18/07/2009
 21/06/2009 a 27/06/2009
 03/05/2009 a 09/05/2009
 22/03/2009 a 28/03/2009
 15/03/2009 a 21/03/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 11/01/2009 a 17/01/2009
 07/12/2008 a 13/12/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 29/07/2007 a 04/08/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007

Votação
 Dê uma nota para meu blog



Blog de montgomeryvasconcelos
 


Professor Concursado em 1º lugar desde 1991 à UFMS, doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP, presidente da FUCIRLA-SP, presta apoio à Embaixada do Brasil em Honduras, exemplo pro mundo!

caso honduras

É correta, leal, humanista e harmonizada com a ONU e a Declaração Universal dos Direitos Humanos a acolhida de Manuel Zelaya na Embaixada do Brasil em Honduras, na América Central! Errado é o estado de sítio golpista do governo ditador hondurenho na Embaixada do Brasil! Merece destaque a diplomacia do Itamarati [Ministro das Relações Exteriores Celso Amorim et ali] que no maior gesto nobre pela democracia e direitos humanos, diante do mundo num só ato de bravura, orgulhando 200 milhões de brasileiros, acolhe Presidente Manuel Zelaya. Chefe de Estado deportado de forma humilhante e vergonhosa pra democracia e pro estado democrático de direito na América Latina.

Zelaya é injustiçado, deportado por golpe vil, sórdido e truculento duma nojenta cama-de-gato golpista de pseudolegalistas de Honduras, que comprometem a América Latina de forma irreversível. Chega de golpismos intempestivos na América Latina porque os tempos mudaram e não há mais espaço pra usurpadores que perdem o bonde das mudanças, inclusive os EUA, eminências pardas de todas ditaduras que os mesmos patrocinam na América Latina.

O bando de golpistas pseudolegalistas tem de acordar do sono amorfo, pois não vêem que esta prática é ultrapassada e ultrajante pra América Central? Não vêem que nem mais funciona sequer nos quintos dos infernos que dirá na América Latina? Por que agora fecham veículos de comunicação, o único canal democrático aberto ao povo de Honduras e do mundo? Por que sitiam e tentam invadir agora a Embaixada do Brasil em Honduras? Estão apavorados pela condenação popular que invade às ruas, às praças, à Embaixada do Brasil em Honduras em favor de seu mais legítimo representante eleito pelo povo, pra o povo e com o povo? A democracia pra América Latina custou preço caro, impagável porque a moeda validou-se até em vidas de mártires, idealistas, sonhadores e inocentes, sacrificados pelos mentores sórdidos, os EUA, às ditaduras na América Latina.

Quando o barco ameaça afundar os ratos são os primeiros a abandoná-lo. Não é à-toa que a diplomacia norte-americana do Sr. Lewis Amselem, num flagrante ato de incompetência diplomática, senão crime omissivo, como de praxe sórdida dos diplomatas norte-americanos, que sempre se portam sem compostura humanista nestas circunstâncias golpistas na América Latina: abandonam às traças as negociações e transferem a responsabilidade às causas e destinos ignorados. Não lhe bastasse tal desatino diplomático, agora responsabiliza Venezuela e Brasil pelo destino do Presidente deportado Manuel Zelaya em Tegucigalpa, o único bode expiatório da diplomacia perversa dos EUA.

Agora, mais do que nunca, Honduras e quaisquer dos 20 países integrantes da América Latina são assunto e prioridade do Brasil. Haja vista que dentre os 20 o Brasil foi quem mais pagou preço tão alto e por isso tem a responsabilidade moral, política, econômica, social, ideológica, antropológica e mundial pra jamais permitir que golpes tão nojentos tornem a acontecer, como, por exemplo, esta nau de insanos hondurenha, à deriva, comprometendo a democracia tão cara pra América Latina.

Democracia e direitos humanos sitiados. Era só o que faltava em pleno terceiro milênio. Cadê a UNE? Cadê a OEA? Cadê a ONU? Cadê o Movimento Estudantil-Brasil? Cadê o Movimento Estudantil-América Latina? Cadê os Intelectuais? Cadê os Trabalhadores? Cadê os Cidadãos? Cadê os Políticos? Cadê a Câmara? Cadê o Senado? Cadê os Juristas? Cadê as Autoridades Civis, Militares, Filantrópicas e Religiosas? Cadê os Movimentos dos 20 países da América Latina? Por que não se juntam à Diplomacia do Itamarati na defesa pela democracia conquistada à custa de vidas, lutas, suor e sangue? Por que não se juntam agora na defesa pelo legítimo estado democrático de direito de fato na América Latina? Tão esperando o quê? América Latina unida jamais será vencida pelos EUA, financiadores incondicionais dessas ditaduras, as provas são as suas sete bases militares instaladas na Colômbia. E pasmem, por ordem do Prêmio Nobel da Paz: Obama!

O Presidente Lula jamais deverá ceder um milímetro sequer dessa conquista imperdível da democracia e dos direitos humanos na América Latina, ainda mais pra golpistas falsos legalistas, egoístas, maus-carateres, pernósticos eremíticos e anti-sociais, que põem risco o destino democrático e os direitos humanos de 20 países latino-americanos num vexame constrangedor diante do mundo. Em toda América Latina, o Presidente Lula é quem mais tem autoridade moral consentida por 200 milhões de brasileiros; autoridade política, social, ideológica, antropológica e mundial que lhe respaldam nessa difícil tarefa de negociação. O Presidente Lula é o único talhado pra tal, pois goza de 85% de Ibope. Enfim, aceitação crescente porque nem mesmo Obama, com aceitação decrescente neste ponto, dispõe de tamanha autoridade e respeito mundial pra tal. Prova recente disso foi a implacável determinação pra grandes negociações globalizantes do Pio Presidente Lula ao trazer as Olimpíadas pro Brasil, as alvíssaras Olimpíadas Rio/2016.

(Prof. Dr. Montgomery Vasconcelos é concursado em 1º lugar desde 1991 à carreira do magistério superior na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/UFMS, Doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP e presidente da Fundação Científica Reis de Leão e das Astúrias/FUCIRLA-SP)



Escrito por montgomeryvasconcelos@bol.com. às 19h04
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]