Arquivos
 10/08/2014 a 16/08/2014
 06/04/2014 a 12/04/2014
 27/10/2013 a 02/11/2013
 16/06/2013 a 22/06/2013
 29/07/2012 a 04/08/2012
 01/05/2011 a 07/05/2011
 12/12/2010 a 18/12/2010
 14/11/2010 a 20/11/2010
 10/10/2010 a 16/10/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 11/07/2010 a 17/07/2010
 04/07/2010 a 10/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 10/01/2010 a 16/01/2010
 27/12/2009 a 02/01/2010
 13/12/2009 a 19/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 22/11/2009 a 28/11/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 01/11/2009 a 07/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 09/08/2009 a 15/08/2009
 12/07/2009 a 18/07/2009
 21/06/2009 a 27/06/2009
 03/05/2009 a 09/05/2009
 22/03/2009 a 28/03/2009
 15/03/2009 a 21/03/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 11/01/2009 a 17/01/2009
 07/12/2008 a 13/12/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 29/07/2007 a 04/08/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007

Votação
 Dê uma nota para meu blog



Blog de montgomeryvasconcelos
 


IMISSÃO DE POSSE TRUCULENTA DA 12ª VARA DO FORO CENTRAL-SP

Presidente da FUCIRLA-SP denuncia a truculência dos Juízes da 12ª Vara do Foro Central/SP por meio de imissão de posse pessoal em pleno estado democrático de direito, ferindo assim frontal e mortal à Lei 8009/90! 

IMISSÃO DE POSSE TRUCULENTA DA 12ª VARA DO FORO CENTRAL-SP

PREZADO INTERNAUTA/REDE NET EM GERAL,

Veja o teor deste Despacho agressivo dos Juízes da 12ª Vara

Comarca/Fórum Central Civel João Mendes Júnior 

Processo Nº 583.00.2004.128554-6 /000001-000

02/12/2010 Despacho Proferido

J. Expeça-se mandado de imissão do arrematante na posse do imóvel, desde já autorizado o arrombamento e concurso de força policial, se necessário. Int.

Moro só, sou apenas um humilde professor, franzino, de baixa estatura, em torno de 1,65m ou menos 1,63m, manso, sem proezas nem fama detratora de quaisquer periculosidades. Informem por favor aos meritíssimos quem EU SOU neste apelo à Imprensa por meio do INTERNAUTA/REDE NET EM GERAL, ao menos como seu assíduo navegador. Perguntem a eles se preferem que eu vá pessoalmente ao Foro Central entregar as chaves pra eles, os juízes, pois acabo de constatar que a questão não tem nada a ver com dívida de condomínio, que depositei em juízo R$ 27.000,00 (vinte sete mil reais) quase R$9.000,00 (nove mil reais) a mais, pois a planilha que os advogados do Condomínio Edifício Morada Eduardo Prado [Alameda Eduardo Prado, 170, Campos Elíseos, São Paulo-SP, 01218-011] me forneceram totalizavam uns R$18.500,00 (dezoito mil e quinhentos reais) já superfaturados com juros compostos os quais protestamos. Todavia, ainda assim o fiz pra garantir negociação, conciliação ou coisa lá que o valha!

Constato, portanto, que não se trata de despacho sobre imissão de posse, mas sim, trata-se de questão pessoal da qual ignoro completamente os motivos e as razões de teor tão nefasto.

Poderiam marcar uma Audiência Virtual, Informal, Extrajudicial, com esses Juízes, pra acalmar os ânimos? Tem gente pondo mais lenha na fogueira do que necessita e fazendo tempestade em copo d'água, a fim de minar uma possível conciliação, tantas vezes solicitadas por nós, mas nunca atendida sequer uma audiência há cinco [5] anos. Até houve, mas à revelia, sem nunca informar aos meus advogados, o que configura abuso de autoridade em pleno estado democrático de direito, ferindo à Lei 8009/90.

Pelo amor de Deus, não permitam que venham fazer barricadas belicosas em minha porta! Tomem alguma providência urgente! Denunciem esses juízes à IMPRENSA BRASILEIRA por meio do INTERNAUTA/REDE NET EM GERAL! Ou então, pelo menos, venham à minha casa, no dia 22-12-2010, nesta quarta-feira, às 8h., cobrir, "in loco", execução tão truculenta e humilhante a um pobre professor, fraco e oprimido, sem quaisquer defesas. Caso os Senhores não lhes peçam pra considerar as minhas condições de fraqueza extrema, sem quaisquer reações de quaisquer espécies.

Digam pra eles que se me pintaram como imortal só se for pelo fato de eu não ter mais nem onde cair morto, pois até o único bem que me servia de moradia eles me tomaram, já não basta? Querem matar-me agora? Ah não, a IMPRENSA BRASILEIRA POR MEIO DO INTERNAUTA/REDE NET EM GERAL TEM DE TOMAR CIÊNCIA DISSO, pois esse caso nunca se reverterá, caso não façam uma possível matéria ou cobertura dessa ordem judicial tão truculenta, agressiva e desnecessária!

Seguem meus dados e endereço:

Montgômery José de Vasconcelos

Alameda Eduardo Prado, 170, Aptº 103-A, Bloco Acadêmico,

Condomínio Edifício Morada Eduardo Prado, Campos Elíseos, São Paulo-SP, 01218-011

TELEFONE: (11) 3221-9623 (residência) Cel. (11) 7378-0054/9974-0184

Cordialmente,

Prof. Dr. Montgômery Vasconcelos

[Presidente da FUCIRLA-SP]



Escrito por montgomeryvasconcelos@bol.com. às 10h02
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]